Bem-Vindo!

Pietro Casa do Chope

Clique no botão abaixo para acessar o nosso cardápio.

Nossa História

O nome Pietro é uma homenagem ao Sr. Pedro Ângelo Mucciaroni, patriarca da família, e uma referência à sua origem italiana. Os primeiros Mucciaroni a virem para o Brasil, chegaram por estas bandas em 1892, se instalando nas fazendas de café da região, contribuindo junto aos outros italianos, negros e índios, para a formação da sociedade poços-caldense e, também, da vizinha Botelhos.

Pedro nasceu em 1922, e passou boa parte de sua vida trabalhando nas fazendas. Em seguida constitui moradia em Botelhos e passou a trabalhar como pedreiro.

Em 1944 nasceu José Mucciaroni, que acabou seguindo, mais tarde, a profissão do pai. Mas, com cerca de 20 anos, José resolveu mudar o rumo de sua vida e seguiu para o Guarujá que, na década de 1960, ofertava trabalho na área de A&B (Alimentos e Bebidas), em grande número. José conseguiu vaga de garçom no Hotel Ferrareto, onde teve contato com chefs de cousine, quando começou a desenvolver gosto pela arte culinária.

Mucciaroni voltou a Minas Gerais para ajudar seu pai na construção de sua casa em Poços de Caldas. Anos mais tarde, José continuou trabalhando na área da construção civil, montando uma pequena empresa e indo para o Rio de Janeiro trabalhar para o Exército Brasileiro. Por cerca de oito anos ele construiu, também, amizades com os oficiais, e passou a cozinhar para eles… Daí em diante Mucciaroni encontrou seu verdadeiro dom!

Pelos idos de 1979, José comprou um bar em sua cidade natal, Botelhos, chamado “Barril”, depois atuou no “CREBOJA”, “Tiro-ao-prato” e em mais dois restaurantes próprios.

Em 1983 surgiu a oportunidade de mudar para Poços de Caldas, quando não pensou duas vezes. Montou em sociedade com o amigo “Zézão” um restaurante chamado “Copacabana” (Rua Rio de Janeiro). Dois meses depois, Mucciaroni arrendou a “Toca do Leão” (em frente ao Fórum). Em seguida, serviu em sua própria casa (Rua Goiânia). E, em 1985, abriu sua casa de maior sucesso, a “Pizzaria Mucciaroni”, que foi vendida em 1990. Ali, ele e sua esposa Cleide, trabalharam como nunca! Depois, de  1992 a 2006, já com os filhos Ricardo e Fábio atuando, José e Cleide dirigiram o “Frango Frito Mucciaroni” (Rua São Paulo), ali Ricardo passou a atuar e conhecer um pouco melhor a área de restaurantes. José, ainda, montou o “Caçarola” (Rua Barros Cobra) que dirigiu de 2007 a 2011. Hoje, a família trabalha junta no Pietro.

Neste meio tempo, já formado em Turismo pela PUC, Ricardo, em 2004, resolveu montar o Pietro, seguindo a tendência dos “botecos chics” de São Paulo. O bar foi inaugurado em 26 de Janeiro de 2005. Depois, Ricardo fez o curso de sommelier, pela ABS-Campinas (Associação Brasileira de Sommeliers), trazendo um novo conceito de serviço de vinho para Poços, melhorando ainda mais o que já era bom. Com ajuda de sua esposa Bárbara e de uma equipe de colaboradores compromissada em atender bem a clientela, o Pietro vem participando da história da comunidade, realizando um trabalho sério, honesto, com respeito ao consumidor e buscando ao máximo agradar aos mais diversos paladares, seja apenas para um bom chope com os amigos ou, até mesmo, para uma bela refeição acompanhada de um grande vinho.

Esta é um pouco da nossa história! Uma história de trabalho da nossa família para